Vereadores se reúnem com representantes da Energisa

por Assessoria de Comunicação publicado 24/01/2019 15h30, última modificação 24/01/2019 15h31

A Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo sediou, nesta quinta-feira (24/01), uma reunião com representantes da Energisa. O encontro se deu para que os parlamentares pudessem cobrar explicações da concessionária sobre as seguidas quedas de energia elétrica que vêm ocorrendo nos últimos dias. Outro ponto abordado foi o aumento da conta de luz, denunciado por diversos cidadãos.

“A reunião foi muito produtiva, pois tivemos uma resposta definitiva de quando a Energisa vai começar a solucionar o problema. A população não aguenta mais tanta queda de energia”, disse o presidente Paulo da Pax (PR), que também cobrou uma melhoria no atendimento do posto da concessionária. “Um dia é de manhã, no outro dia é de tarde. Toda hora muda, e a população que sofre. Principalmente quem vem da zona rural e não consegue ser atendido. Felizmente, a Energisa se comprometeu em nos dar uma solução”, completou o vereador.

A concessionária compareceu com o assessor estadual de relacionamentos com grandes clientes e Poder Público Dian Brito e mais dois profissionais. A equipe detalhou os problemas ocorridos, dizendo que, nos últimos dias, foram duas situações distintas: a primeira foi a queda de uma cruzeta que deixou toda a cidade sem luz no dia 12; a segunda foi na última quarta-feira (23/01), quando houve um problema em um dos dois alimentadores que servem ao município. Segundo a Energisa, o outro alimentador ficou sobrecarregado e também acabou falhando.

A promessa da concessionária é de que já na próxima segunda-feira (28/01) quatro equipes adicionais venham de Campo Grande para iniciar uma solução definitiva para as quedas de energia. A Energisa, porém, diz que não tem como dar um prazo para a finalização dos trabalhos.

Contas altas

Em relação às denúncias de vários rio-pardenses assustados com os valores de suas contas, a Energisa afirma que não houve aumento na tarifa. A empresa se apoia em duas argumentações: a primeira é de que o calor que vem ocorrendo em Ribas do Rio Pardo está batendo recordes, o que forçaria equipamentos como geladeira, freezer e ar-condicionado a trabalharem mais; a segunda é o aumento da carga tributária, que não é especificado pela concessionária, mas recolhido por ela, como o PIS/Cofins, que, de setembro a dezembro, subiu de 3,74% a 6% sobre o valor da conta.

Questionada do porquê de as tarifas de São Paulo, estado vizinho, serem bem menores, a Energisa apontou a densidade demográfica como justificativa. Segundo a concessionária, por ser pouco povoado, Mato Grosso do Sul acaba gerando um custo maior para cada consumidor.

A empresa mencionou que sua última atualização de valores foi feita há nove meses e lembrou que a próxima já está marcada para abril, mês em que as tarifas poderão ter novo reajuste.

Presenças

Participaram da reunião, além do presidente Paulo da Pax, os vereadores Boca de Lata (PR), Fabiana Galvão (Patri) e Professora Sonia (PSDB). O prefeito Paulo Tucura também esteve presente com secretários municipais e equipe do Executivo.

---

Confira as fotos na nossa página do Facebook.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.